All You Need
In One Single
Theme.
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat
Search here:

Projeto IoT

Realizamos um projeto de IoT para um dos maiores bancos de varejo do Brasil, com uso do ITG, que permitiu avaliar diversos modelos de Zero-Clients em um curto período de tempo. Empregamos um conjunto de métodos, ferramentas e processos para testar novos tipos de computadores (Zero-Clients).

 

Com a automatização do processo, evitou-se a necessidade de pessoas em tempo integral monitorando o sistema, e forneceu logs automáticos das informações coletadas. O sistema também avisa, em tempo real, falhas que ocorrem durante os testes, por meio mensagens que são exibidas no smartphone.

 

Já com o armazenamento dos dados, foi possível a detecção de anomalias e a possibilidade de aplicar Machine Learning no futuro. Com isso, será possível executar, de forma automatizada, testes de carga, monitoração lógica e física por meio de sensores externos.

Zero-Clients Certification Process

  • Testes de virtualização com Zero-Clients rodando diferentes distribuições Linux e também Windows;
  • Teste de validação dos periféricos, utilizados nas operações do banco dentro do ambiente virtualizado;
  • Execução dos testes de stress em 9 Zero-Clients, análise e inspeção técnica do hardware e emissão de relatórios finais;
  • Transferência de conhecimentos in-loco para colaboradores do cliente;
  • Elaboração de questionário de homologação de fornecedores para os Zero-Clients;
  • Geração de evidências em vídeo e apresentação de matriz de testes;

Equipamentos utilizados no Painel de Testes “Testing Gateway”.
Hardware utilizado:

  • Roteador 3G;
  • IoT Surfboard;
  • Raspberry pi;
  • Sensores de temperatura, umidade, consumo de energia.

Software

  • Aplicação em Node-red para monitoração, logs em Mongodb e análise de execução de testes;
  • Servidor Linux com Raspberry pi configurado como i.t.g. server contendo Mongodb server, git, Node-red e Mosquitto;

ITG (Framework multi plataforma para gestão automatizada de testes e monitoração)

 

Implantação de máquinas virtuais inicialmente em agencias, e posteriormente, em todo o parte tecnológico do banco, eliminando assim diversos gastos (que vc pode pegar na própria apresentação do VSD).

 

Os principais testes eram:

  1. Garantir um zero client viável tecnicamente e financeiramente
  2. Garantir que os endpoints (diversos periféricos) funcionassem através de máquinas virtualizadas
  3. Garantir que o SO e sistemas legados funcionassem
  4. Tornar um zero client descartável, ou seja, o próprio usuário da agencia poderia facilmente trocar o dispositivo sem a necessidade de envolver a área de infra estrutura do banco.

E o resultado esperado era:

  1. Reduzir custos (energia, infra, pessoas)

Date

6 de junho de 2018

Category

Digital

Tags

IoT

0